"Construir um motor 2 tempos eficiente que atenda legislações de emissões"

POR QUE 2 TEMPOS?

Para responder esta pergunta vamos começar entendendo os dois tipos de motores mais usados

MOTOR 4 TEMPOS

O motor 4 tempos funciona com 4 ciclos diferentes,

 

1.  Admissão; 

2. Compressão;

3. Expansão;

4. Exaustão.

Com isso a admissão ocorre separadamente da exaustão e neste motor o trabalho é gerado somente em um ciclo, onde os outros ciclos não geram potência.

MOTOR 2 TEMPOS

O motor dois tempos tem uma incrível simplicidade construtiva.

Menor peso e tamanho, que com um bom projeto fornece a mesma potência. Isso porque nós temos um ciclo completo a cada volta do virabrequim.

Sendo assim a cada volta temos trabalho suficiente para girar o motor e fornecer potência para todo o sistema.

 
 

PROJETO

Falando um pouco de história, no começo dos anos 60 a montadora Auto Union lançou o Auto Union 1000, carro com motor 2 tempos que aliado a uma transmissão de 4 marchas podia chegar a 130,2 km/h.

 

No começo dos anos 90 a montadora Ford, na Australia, realizou parceria com uma empresa de motores orbitais, onde instalaram no ford festiva um motor dois tempos.

 

O motor foi muito elogiado por sua suavidade e bom torque, mas Infelizmente seus índices de emissões não permitiram que projeto fosse levado a diante.

Por que insistir em motores à combustão se o futuro é eletricidade ?

Este gráfico da agência internacional de energia nos mostra que a emissão de CO2 dos transportes manteve constante, já a emissão de CO2 para geração de energia tem crescido muito, e portando nos faz pensar que motores mais eficientes e combustíveis mais limpos como o etanol podem ser sim parte do futuro do transporte.

O foco deste projeto é resolver o seguinte problema: "Emissões causadas pelo sistema de lavagem em motores dois tempos"

Tendo como pré requisito valores de potência e torque próximos a seu semelhante 4 tempos, apresentamos nossa proposta para solução de um motor 2 tempos, através de algumas alterações no sistema convencional, como:

  • Sistema de válvula de exaustão;

  • Cárter úmido;

  • Sobrealimentação;

  • Injeção direta de combustível.

Para um entendimento mais completo, nos colocamos a disposição para explicações e apresentações sobre nosso projeto.

Agradecemos a atenção e ao tempo investido.

Grupo ETS

 

QUEM SOMOS

Uma equipe de engenheiros preocupados com a situação mundial de emissões de poluentes e com o mercado automobilístico em geral.

Decidimos então, achar uma solução que houvesse uma melhora nesse quesito sem perder o foco do desempenho para uso geral.

 

CONTATO

ENVIE SUA MENSAGEM
E-MAIL
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now